Painel controlo

  • Email:
  • Palavra-passe:
  • Lembrar dados
  • Ir administraçào


Especial


7pecados

as-artes

teoriadoscalhaus

roosters

poesia

Trilhos do Lobo

Ano Internacional da Biodiversidade - 01Mai2010 04:12:00


Ano Internacional da Biodiversidade- ?DIA ABERTO? - Parque Nacional da Peneda-Gerês ? 7 de Maio
Integrado nas comemorações do Ano Internacional da Biodiversidade, promovidas pelo Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, o Parque Nacional da Peneda-Gerês promove um ?Dia Aberto? subordinado ao tema ?Serviços da Biodiversidade? que decorrerá no próximo dia 7 de Maio de 2010. Nesse dia, para além de um ciclo de conferências terá lugar um passeio comentado na Mata de Albergaria, classificada como Reserva Biogenética pelo Conselho da Europa (?Matas de Palheiros/Albergaria?), importante carvalhal que guarda espécies características da flora e fauna do Gerês bem como um troço de Via Romana com vários marcos miliários.
ProgramaCentro de Educação Ambiental do Vidoeiro, Lugar do Vidoeiro, 99, Caldas do Gerês.
0945h: Sessão de abertura pelo Dr. Lagido Domingos, Director do Departamento de Gestão de Áreas Classificadas do Norte; 10.00h: A biodiversidade e os serviços dos ecossistemas de Portugal, Prof. Doutor Henrique Miguel Pereira, Centro de Biologia Ambiental - Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa; 10.30h: ?Avaliação e monitorização dos ecossistemas e dos seus serviços às escalas regional e local?, Prof. Doutor João Honrado, CIBIO - Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos - Universidade do Porto; 11.00h: ?As Intervenções Territoriais Integradas um contributo para preservação da Biodiversidade?, Eng.ª Alda Brás, Direcção Regional de Agricultura de Entre Douro e Minho; 11.30h: Debate
À tarde, caso as circunstâncias meteorológicas o permitam, realizar-se-á um percurso pedestre na Mata de Albergaria (duração: 3h; aconselha-se o uso de calçado e roupa adequados) orientado pelos Prof. Doutor Henrique Miguel Pereira e Prof. Doutor João Honrado.
informações e confirmação de presenças: telef. 253 203 484

Fonte: http://trilhosdolobo.blogspot.com/2010/04/ano-internacional-da-biodiversidade.html

PR1 - TRILHO CIDADE DA CALCEDONIA - 25Mar2010 22:21:00

Os Caminheiros
O inicio do trilho


Placa informativa da Geira e marco Miliário

Tritão-palmado um anfíbio cada vez mais raro em Portugal
Trilho
A caminho da Calcedonia



So Qualidade

Que bom!!!!


Toca a subir
Fenda da Calcedonia




observar a mesma montanha por ângulos diferentes






Cidade da Calcedónia é um Trilho pedestre denominado pequena rota (PR), - constituído por traçados declivosos, que o tornam de elevada dificuldade.Este Trilho desenvolve-se nos territórios de Covide e de Campo do Gerês, os quais apresentam um enredo histórico-cultural marcante, pelas suas tradições comunitárias e antiguidades arqueológicas. Este traçado circular, pretende atingir o mítico sítio arqueológico denominado ?Fraga da Cidade?, que os eruditos seiscentistas imortalizaram com o clássico topónimo de Calcedónia.

Fonte: http://trilhosdolobo.blogspot.com/2010/03/pr1-trilho-cidade-da-calcedonia.html

NOVO REGULAMENTO DO (ICNB) TERMINA COM TAXAS DAS ACTIVIDADES DESPORTIVAS EM ÁREAS PROTEGIDAS - 06Mar2010 21:34:00

Novo regulamento do ICNB termina com taxas das actividades desportivas em áreas protegidas
O novo regulamento de taxas a cobrar pelos serviços prestados pelo Instituto da Conservação da Natureza e Biodiversidade (ICNB) exclui o pagamento das autorizações para a maioria das actividades desportivas e visitação das áreas naturais protegidas. O documento, que entra em vigor , vem substituir uma portaria de Outubro, que motivou protestos por parte de montanhistas.
A portaria, hoje publicada em Diário da República, excluiu o pagamento de taxas devidas pelo acesso e visita a áreas classificadas e isenta os pedidos de autorização para a realização de actividades de lazer e educação ambiental apresentados por estabelecimentos de ensino e por pessoas colectivas de utilidade pública. As únicas actividades desportivas que continuam a pagar uma taxa de 200 euros pela sua autorização são as de competição.Festivais de música e outros espectáculos e feiras têm também de pagar uma taxa ao ICNB, mas o regulamento isenta as actividades recreativas ou culturais relacionadas com romarias, procissões, festas populares e festejos locais.Este documento substitui uma portaria de Outubro que estabelecia as taxas a pagar por serviços prestados pelo ICNB, que foi suspensa em Dezembro, por um período de três meses, depois de vários protestos de montanhistas e praticantes de desportos de montanha, com especial incidência no Parque Nacional da Peneda-Gerês.O novo regulamento altera os critérios de cálculo do valor da taxa, eliminando grande parte das variáveis ao valor a aplicar existentes na anterior portaria. São também clarificados quais os actos e actividades sujeitos ao pagamento de taxas, desde logo através de isenções aos pedidos relativos às actividades agrícolas, florestais e de pastoreio cuja área de intervenção seja inferior a um hectare. Também os pedidos de autorização para a realização de trabalhos de investigação científica e de monitorização com interesse para a conservação da natureza e da biodiversidade são isentados do pagamento de taxas. ATENÇÃO SEMPRE... REGRAS SIM !!!! TAXAS NÃO!!!




Fonte: http://trilhosdolobo.blogspot.com/2010/03/novo-regulamento-do-icnb-termina-com.html

GERÊS "fim de semana 13 e 14 de fevereiro" - 18Fev2010 01:16:00

Os caminheiros








Uma pausa para recuperar energias




Abrigo da Teixeira
Fonte gelada

Lagoa


Vale da Teixeira
Vale da Teixeira desenvolve-se em plena Serra do Gerês, ao longo de um percurso com cerca de 10 quilómetros. Tem início num caminho florestal próximo da Pedra Bela, ligando a um velho trilho que nos orienta, entre os meandros da serra, até chegarmos ao soberbo vale da Teixeira




Espelho da beleza fantástica do Parque Parque Nacional da Peneda-Gerês, o Miradouro da Pedra Bela, em Terras de Bouro, está situado a cerca de 800 metros de altitude. Este é um dos locais mais famosos do Gerês, e uma vez avistando a paisagem, percebe-se instintivamente o porquê. Montanhas, a albufeira da Caniçada, os rios que serpenteiam a serra, a confluência do Rio Cávado com o rio Caldo, a vegetação própria desta serra, ou a estonteante Portela do Homem? Estava tudo gelado Torneiros - Lobios




Visita ao Museu Etnográfico de São João do Campo PALHOÇA / Trajo de trabalho - Gabardina em palha de junco para se defender do frio e da chuva.

Tamancos e Enchadafotos tiradas no Museu




Muda de pele "Escamas" de Cobra
Pia de pedra Os espigueiros, também chamado canastros ou caniços



Fonte: http://trilhosdolobo.blogspot.com/2010/02/blog-post.html

A.R.C.A. CAMINHADA SOLIDARIA PELO HAITI - 10Fev2010 23:53:00

Todos os donativos angariados na inscrição reverterão 100 % a favor da AMI ? Assistência Médica Internacional, que fará da melhor maneira a aplicação destes fundos, junto do povo Haitiano em que neste momento todas as ajudas são poucas.
Os caminheiros


Ponte de Caminho de Ferro

Perto da igreja S. Bento da Várzea



Castelo de barcelos
Considerada Monumento Nacional a ponte Medieval de Barcelos é uma edificação gótica, do início do século XIV. Foi mandada construir por D. Pedro, o terceiro conde de Barcelos, e veio reforçar o papel de pólo comercial que Barcelos já havia conquistado. Em pedra e ainda sólida, liga o centro histórico de Barcelos a Barcelinhos.O rio Cávado é um rio do norte de Portugal que nasce na Serra do Larouco, a uma altitude de cerca de 1520 m, passa perto de Braga, Barcelos e desagua no Oceano Atlântico junto a Esposende, após um percurso de 135 km.
Parabéns á Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo, sita no concelho de Barcelos, tem como escopo da sua acção a organização de eventos culturais, desportivos e recreativos.
Igreja do Bom Jesus da Cruz

Igreja de São José de Arcozelo



Fonte: http://trilhosdolobo.blogspot.com/2010/02/arca-caminhada-solidaria-pelo-haiti.html

PR9- TRILHO DOS CANOS DE ÁGUA - 02Fev2010 22:44:00

Os Caminheiros
A Basílica ou Templo do Sagrado Coração de Jesus, mais conhecido por Templo de Santa Luzia está situada no alto do monte deste nome, na cidade de Viana do Castelo, em Portugal, donde se vislumbra uma vista ímpar da região, que concilia o mar, o rio Lima com o seu vale, e todo o complexo montanhoso, panorama considerado um dos melhores do mundo segundo a National Geographic.
Início/Fim:Painel junto ao templo de Santa LuziaÂmbito: Âmbito: Panorâmico, Histórico, ambiental, paisagístico e desportivo Tipo de Percurso: De pequena Rota, circular, por caminhos tradicionais Distância a Percorrer: 10.2 kmDuração do Percurso: Cerca de 3 horasNível de Dificuldade: BaixoPontos assinaláveis: Canos de água, S. Mamede, Aldeia velha, Alto do Frade e Casinha do Radar Carta militar: Folha 40; Escala 1/25.000
vista para o rio lima
canos de água






As formigas no carreiro



Garrano
ja todos pedem arroz
fantastico Miradouro - Casinha dos Aviões







Este PR tem assim o seu início em frente do templo, junto do painel referente ao percurso, que deverá ser de consulta obrigatória.Inicie o percurso, seguindo ao longo do muro que ladeia a estrada no sentido N até junto de uma casa em ruínas, local de onde parte um caminho florestal por onde terá de seguir.
Desça ao longo deste caminho, sem desvios, até chegar junto de dois arcos pedra ? Arcos do Fincão. Por cima deles passam canos de água, captada em minas da serra que continuam ainda hoje a abastecer depósitos de Viana.
Após passar sob o primeiro destes arcos, vire à direita no sentido N, e o percurso segue por cima do cano, até encontrar outro arco, no qual, pelo lado de baixo e junto ao pequeno ribeiro (seco no Verão), poderá ver um pequeno moinho e a entrada de uma antiga mina de água rasgada na rocha.
Retome o percurso, por cima do cano, sob denso arvoredo, até encontrar uma pequena ?casinha da água?. Existe um desvio para a direita de acesso a nova mina de água, que poderá visitar.
Continue o percurso junto da ?casinha da água? ,no sentido NE e não deixe de observar o tipo de construção destes canos.Um pouco mais acima, após ligeira subida, cruze um estradão. Continue sobre o cano até atingir um novo estradão, junto de um pequeno pontão sobre um ribeiro, local em que poderá ver (abaixo à esquerda) as ruínas da ?Azenha Velha? e, em tempo de chuva, uma queda de água.
Volte ao estradão, siga em frente no sentido N, até atingir a estrada em alcatrão. Siga ao longo da mesma para a direita (E), até atingir o pequeno mas castiço lugar de S. Mamede, que pertence à freguesia de Areosa, com a sua capelinha onde no mês de Agosto se realiza a Festa do Mel.
Continue ao longo da estrada, atravesse o lugar e verá abaixo, sobre o lado esquerdo, um ribeiro com um pequeno pontão que terá de atravessar, seguindo entre muros, até junto de ruínas, que indicam o local da ?Aldeia Velha?, origem do povoado de S. Mamede.Se quiser, siga o caminho para a esquerda, continue até encontrar uma bifurcação para a direita, entre muros carregados de musgo, até chegar ás ruínas de uma antiga capela (supõe-se ter sido este local um retiro de monges)
Volte atrás à bifurcação e siga em frente até atingir a estrada em alcatrão. Vire à esquerda e suba até novo cruzamento. Vire à esquerda e caminhe ao longo da estrada alcatroada, até outro cruzamento de estradas, onde inverte o sentido de marcha seguindo por estradão em terra batida.
Passará junto do marco geodésico da ?Bouça do Frade? continuando até chegar ao ?Alto do Frade?, onde no edifício aí abandonado, esteve para ser instalado um posto de controle aéreo durante a 2ª Grande Guerra ? Casa do Radar (casinha dos aviões). Daqui poderá desfrutar de uma vista panorâmica sobre a cidade de Viana e o vale do Rio Lima.
Agora o estradão desce de forma mais acentuada, sempre entre denso arvoredo, até atingir a estrada de alcatrão, por onde vai seguir, virando à esquerda. Mais à frente, junto a nova bifurcação, vire à direita e siga um caminho em terra, até à casa florestal da ?Carreira de Tiro?, local onde existe miradouro com vista sobre o mar.
O percurso segue agora ao longo da estrada em alcatrão, passando junto ao edifício da carreira de tiro. Mais à frente, terá de abandonar a estrada , e seguir um trilho assinalado para a direita, que o vai levar até à torre do depósito de água para a cidade.Desça depois à estrada principal calcetada em paralelo onde vira à esquerda, passando junto da ?citânia de Santa Luzia?. Conhecida localmente por ?Cidade Velha?, é um dos castros mais conhecidos do Norte de Portugal e sem dúvida um dos mais importantes para o estudo da proto-história e romanização no Alto-Minho.
Continue em frente até chegar à zona do templo, final deste percurso.

Fonte: http://trilhosdolobo.blogspot.com/2010/02/pr9-trilho-dos-canos-de-agua.html

VAMOS MUDAR... - 11Jan2010 11:44:00